5 dicas para preservar memórias de família

Já aconteceu com todo mundo: você está folheando o álbum de fotos de família, depara-se com uma imagem e não sabe quem são as pessoas que aparecem naquela foto. Pergunta para um familiar, que também não sabe… e a dúvida permanece.

É claro que situações como essa acabam se transformando em momentos de muita conversa e descobertas. Mas que tal organizar as informações e registrar as lembranças para o futuro?

Reunimos 5 dicas para preservar as memórias de família:

1) Registre em texto informações sobre fotografias
Quem são aquelas pessoas? Onde estavam? O que faziam? Que época era aquela? Você pode fazer anotações no verso das imagens ou (melhor) em um arquivo separado – pode ser em papel ou no formato digital.

2) Faça uma árvore genealógica e, se possível, digitalize e guarde os documentos que encontrar
Anote os nomes completos de seus familiares e antepassados. Existem ferramentas on-line que facilitam a criação da árvore, como o Canva. Para mais detalhes e ideias, veja também este passo a passo.

3) Entreviste seus familiares e registre suas histórias e lembranças
Você pode gravar as entrevistas em áudio ou vídeo. Imagine que incrível será rever o material daqui a alguns anos! Outra opção é fazer um livro, nossa especialidade aqui na Daria um Livro – saiba mais sobre nosso trabalho 🙂

4) Digitalize as fotografias mais significativas
Esse é um passo importante, já que as fotos impressas se deterioram com o tempo. Se o volume for muito grande, escolha as imagens mais significativas. Para mais segurança, armazene em um pen drive e também em algum serviço de nuvem, como o Google Drive ou o Dropbox.

5) Considere restaurar algumas das fotografias impressas mais desgastadas
Existem profissionais especializados em restauração digital de fotografias. Nós já testamos esse serviço e gostamos muito do resultado – veja aqui o antes e depois.

Sua história importa.
Sua história é única.
Sua história daria um livro.
Fale conosco.

Anúncios

As histórias de seus pais e avós

“Dona Cida tem memórias detalhadas sobre o momento em que a família se reuniu para fazer aquela foto. O dia começou cedo para ela: acordou as crianças às seis e meia para o banho. A roupa de cada uma delas já estava separada desde a noite anterior: um conjuntinho de bermuda e camisa branca para o filho mais velho; uma jardineira com camiseta azul para o mais novo. Às oito, irmãos, filhos, pais e avós deveriam estar a postos na porta do estúdio fotográfico, o único da cidade.”

Quem são aquelas pessoas na fotografia em preto e branco? Onde estavam e o que faziam? Quais são as lembranças mais antigas dos seus pais? Onde seus avós cresceram? Do que brincavam? Quais suas maiores lições?

Tudo isso cabe em um livro — das viagens e mudanças em família aos causos de interior. Nossa proposta é ouvir e gravar essas histórias com cuidado, para em seguida transcrevê-las e costurá-las em um texto que vá além da mera descrição de acontecimentos. Procuramos também registrar ali a identidade de quem conta a história: detalhes de sua fala, palavras favoritas, gestos e emoções.


***

Em busca de mais inspirações? Leia também:

Transformamos sua história em livro Transformamos sua história em livro
Memórias de infância Memórias de infância
Receitas e tradições de família Receitas e tradições de família
A trajetória da sua empresa A trajetória da sua empresa
Grandes pequenos momentos Grandes pequenos momentos